Sopa de peixe do rio

Esta sopa tem a sua origem na cozinha tradicional das populações “Avieiras” fixadas nas zonas Ribeirinhas ao longo do Rio Tejo, a partir de Santarém, numa época em que o Rio constituía para elas a sua grande e principal fonte de recursos.
Pode-se obter esta sopa de uma só ou várias espécies de peixe do rio (sável, saboga, fataça, barbo).
Tudo que nela entrevem são produtos de origem vegetal, que a tornam muito saudável e recomendável (Peixe do Rio, Cebola, Alho, Louro, Tomate Maduro, Salsa, Coentros, Malagueta e Sal).
Trata-se de obter uma base onde é introduzido o peixe desfiado mas depois de cozido e limpo, de peles e espinhas, acrescentando-se a esta base a água de coser o peixe que for considerada necessária.
Uma vez pronta, esta sopa, leva umas tiras finas de pão torrado que normalmente é um aproveitamento de pão endurecido.
Sendo uma sopa com origem em meios bastante pobres fica bem em qualquer Mesa Rica.

Fonte: www.cm-santarem.pt/pracapublica/noticias/Paginas/ReceitastradicionaisdoConcelhodeSantar%C3%A9mnas%E2%80%9C7maravilhasdagastronomia%E2%80%9D.aspx

Deixe uma resposta