Sepulturas descobertas durante as obras no Largo Cândido dos Reis (2004)

Mais de 50 sepulturas do período islâmico medieval foram descobertas em Santarém, na sequência da construção de uma rotunda no largo Cândido dos Reis, durante o mês de Julho. Esta poderá ser a maior necrópole islâmica da Europa em bom estado de conservação. António Matias, arqueólogo da Câmara Municipal de Santarém, admite que poderão existir necrópoles mais extensas, mas sem ossadas humanas, uma vez que estas são geralmente corroídas pela acidez dos terrenos ao longo dos séculos. A importância deste achado poderá levar à elaboração de uma monografia e até à criação de um núcleo museológico (…)

A classificação das sepulturas como pertencendo à época medieval islâmica deve-se ao tipo de morfologias escavadas na rocha e à posição dos indivíduos. O arqueólogo esclarece que “em Santarém temos casos de sepulturas escavadas na rocha, como é o caso do interior do convento de S. Francisco, uma nave tipicamente cristã, mas o mundo islâmico tem um tipo de rituais muito particular: abria-se uma fossa na rocha e colocava-seo indivíduo sobre o seu lado direito, com a cabeça a sudoeste e os pés situados a noroeste com a cara virada para sudeste, a direcção de Meca” (…)

Fonte: www.tintafresca.net/News/newsdetail.aspx?news=51ac4d4b-f325-423e-a06b-e08c91126f47&edition=46

Deixe uma resposta